Apesar de não ser tão difundido como o popular Texas Hold’em, o Pot Limit Omaha (PLO) é uma variante do poker que está ganhando cada vez mais espaço em mesas de todo mundo — especialmente na Europa e online.

O PLO é considerado um pouco mais complexo que o Texas Hold’em e, em teoria, o fator sorte é um pouco menos importante aqui — o que tem atraído muitos veteranos em busca de um desafio diferente que possa incrementar sua visão estratégica. Além disso, ele também é excelente para quem quer buscar novos ares e variar a diversão.

Neste artigo nós explicaremos melhor o que é o Pot Limit Omaha e as principais estratégias que você deve saber antes de entrar em uma mesa desse tipo.

Boa leitura!

Como o poker Omaha funciona?

Antes de começar, vale a pena destacar que este conteúdo é voltado para quem já é iniciado em alguma modalidade de poker e tem um conhecimento básico do jogo. Se esse é o seu caso, prossiga sem medo. Se não, inicie por aqui e volte para entender melhor o Pot Limit Omaha depois de conhecer o Texas Hold’em.

O Omaha nasceu como uma derivação do Texas Hold’em e a sua principal diferença está na maneira como as cartas são distribuídas aos jogadores. Cada participante recebe quatro cartas fechadas individuais e até cinco cartas comunitárias são colocadas sobre a mesa.

Após a primeira rodada de apostas, três cartas comunitárias são reveladas, o flop. Uma nova rodada de apostas é feita em seguida e mais uma carta é revelada, o turn. Por fim, segue-se outra rodada e é revelada a última carta da mesa, o river. Naturalmente, depois dela acontece a última rodada de apostas.

No entanto, apesar de ter quatro hole cards, no Omaha os jogadores devem usar apenas duas delas e três cartas comunitárias para formar a mão de poker. Ou seja, mesmo se as quatro cartas fechadas forem excelentes e combinarem entre si, elas não poderão ser utilizadas.

Ainda assim, as possibilidades aprimoradas fazem com que mãos muito mais fortes sejam vistas no showdown do Omaha. Além disso, como o jogador vê mais cartas, consegue ter mais amplitude em sua visão de jogo — o que faz com que nessa variante a complexidade estratégica seja significativamente maior.

Em uma mesa full ring completa — ou seja, com 10 participantes — 40 cartas são distribuídas aos jogadores e 5 comunitárias vão para mesa. Como o baralho tem apenas 52 cartas, só 7 delas não são usadas. Para quem enxerga bem o jogo além das cartas na mão e na mesa, o Omaha é uma variante com um fator sorte menor.

O que é Pot Limit?

O termo Pot Limit — ou Limite do Pote — se refere à estrutura do jogo. Embora possa ser disputado em Fixed Limit e No Limit, o Omaha geralmente é jogado como Pot Limit — o chamado PLO, sigla para Pot Limit Omaha.

No Pot Limit, as apostas sempre devem ser menores que o tamanho atual do pote. Portanto, um jogador pode fazer uma aposta de qualquer valor na sua vez, desde que seja maior que a anterior e menor ou igual ao pote.

A diferença é que no estilo No Limit o jogador pode fazer apostas de qualquer valor, incluindo todas as suas fichas. Por outro lado, no Fixed Limit existe um limite de apostas pré-fixado.

O interessante de jogar com o Limite do Pote é que o jogo não fica tão travado como o com o limite fixo e os riscos de descontrole são menores que o do No Limit. Como em outras variantes do poker, as opções nas horas das apostas continuam sendo passar a jogada (check), pagar (call), apostar (bet), aumentar (raise) ou desistir (fold).

Quais são as melhores mãos no Pot Limit Omaha?

Como no Texas Hold’em, um par de ases na mão pré-flop é o melhor que pode acontecer. Duplas de pares altos como Q-Q-J-J ou K-K-10-10 são excelentes e quatro cartas com valor maior que 10, em que duas sejam do mesmo naipe também. É bem seguro partir para o raise se aparecer uma mão dessas.

No entanto, a diferença é que no Omaha mesmo uma mão inicialmente forte pode ser batida mais facilmente após o flop, já que os jogadores têm mais possibilidades de combinação na mão.

Portanto, é recomendado ter cautela e, se na visão do jogador sua mão não estiver mais tão forte em comparação com os potenciais concorrentes após a revelação das cartas na mesa, não é vergonha alguma jogar fora um par de ases e esperar uma nova oportunidade no futuro.

Lembre-se de que o poker se desenvolve em várias rodadas e a afobação pode prejudicar o desempenho do jogador. Além da mão com valores altos, observe sempre a conectividade das cartas e se elas funcionam bem juntas para formar sequências e flushes. Apenas duas das hole cards serão utilizadas, as outras ficam de fora do jogo.

Como postura estratégica básica, a dica aqui é ser um pouco mais cauteloso nas posições iniciais, especialmente quando o stack estiver pequeno. Entregar seu jogo logo no início nunca é bom no poker e, no Omaha, em que mãos mais fortes surgem com frequência, se tornar manjado pode impedir as chances de dar o bote em um pot incontestável.

Por fim, lembre-se que, no PLO, é sempre preciso uma mão mais forte para vencer o showdown. Mãos defensáveis no Texas Hold’em podem ser consideradas muito fracas no Omaha e, em jogos full ring, se a mão de um jogador não é muito boa, é quase certo que os pares altos estejam com outros. Portanto, a perspectiva é um pouco diferente.

Apesar de ser mais parecido com o Texas Hold’em do que, por exemplo, variantes de poker com cartas fechadas, as diferenças de regras do Omaha fazem com que ele tenha uma estratégia diferente e exija uma adaptação tática.

Para quem quer uma variante divertida e complexa, o PLO é uma excelente escolha. Para aprimorar-se nele, a dica é buscar mesas de valores baixos e home games antes de começar a arriscar seu stack em torneios ou jogos com apostas maiores

Quer ficar por dentro de mais novidades e dicas de poker? Assine a nossa newsletter agora mesmo!