Quem tem uma rotina pesada geralmente procura atividades ou hobbies para conseguir fugir do estresse cotidiano. Pode ser praticando um esporte, treinando em uma academia ou, até mesmo, fazendo artesanato, a verdade é que todos nós precisamos de um pouquinho de diversão.

O que muitos não sabem, porém, é que o poker é uma ótima alternativa para aliviar o estresse.

Desde 2009, a modalidade é reconhecida como um esporte da mente, uma vez que transcende as características de um simples jogo de baralho. Seus praticantes desenvolvem habilidades como concentração, paciência e estratégia, além de garantir algumas horas de puro entretenimento.

Ao longo deste post, apresentamos uma lista abordando as principais razões que fazem com que o poker seja um esporte tão divertido! Boa leitura!

1. Ajuda o jogador a fazer amizades

Muito mais que um jogo de cartas, esse é um jogo de pessoas. Apesar de a atmosfera competitiva, o game proporciona vários momentos de descontração. O que torna o ambiente perfeito para fazer amigos.

Seja você um amador ou profissional, conhecer pessoas novas, criar network e aproveitar os momentos de diversão que o poker oferece é uma forma de se desenvolver no jogo e criar vínculos. Tornando a experiência ainda mais inesquecível.

2. Diverte a todos

Imagina que você pretende jogar uma partida de futebol com seus amigos e o Neymar Jr. aparece por lá. Um pouco improvável de acontecer, não é mesmo?

No poker a história é diferente! Seja no jogo online ou ao vivo, não importa se você nunca praticou o game ou se já é um jogador assíduo, ao disputar um grande torneio de poker há chances consideráveis de você sentar na mesma mesa dos seus ídolos no esporte.

Uma das maravilhas do esporte é a inclusão que ele oferece.

Um exemplo emocionante foi visto na 13º edição do Brazilian Series Of Poker (BSOP) em Brasília, quando o jogador João Paulo Trindade, portador de uma doença degenerativa — que faz com que ele apenas consiga movimentar os olhos — pode ter seu sonho de participar do maior campeonato de poker do Brasil realizado.

3. Desenvolve habilidades

No pré-flop pelo menos 70% das vezes você jogará com mãos piores que os seus adversários e, quando o dealer abrir as três cartas comunitárias, você possuirá apenas 30% de chances de melhorar a sua mão.

Não é preciso ser um gênio em matemática para perceber que, muitas vezes, você estará em uma situação desfavorável no jogo, por isso, ser impaciente pode custar caro e acabar com as suas possibilidades de sobrevivência no torneio.

Esse é um dos motivos do esporte ser ideal para exercitar sua paciência e concentração. Durante uma partida, é comum ficarmos 4 ou 5 órbitas sem receber nenhuma mão jogável e, pelo impulso de querer entrar no jogo, cometemos erros graves.

Por isso, há uma técnica muito utilizada pelos profissionais — o flow. Trata-se de uma imersão total na atividade a ser desenvolvida, não se deixando distrair pelos acontecimentos ao redor.

4. Favorece a superação de situações de perda

“Poker é sobre perder”, alerta um dos jogadores mais renomados do Brasil, André Akkari. Na maioria das vezes temos dificuldades em lidar com a perda, seja na vida pessoal ou profissional.

Ao jogar poker, com o tempo você começa a perceber que as situações de perda no jogo são superiores às de ganho, sendo assim, elas se tornam mais toleráveis. Quando entendemos essa dinâmica, passamos a ser mais pacientes e lidar melhor com os fracassos da vida.

Então, se você está à procura de uma boa diversão e ainda, de quebra, desenvolver habilidades que vão te ajudar as superar os desafios da vida, o poker é o esporte certo para você! Mas, não adianta contar com a sorte, ser um bom jogador requer muito estudo e dedicação.

Gostou do nosso artigo? Então, compartilhe este post nas redes sociais e contribua para que seus amigos também se apaixonem pelo esporte que mais cresce no Brasil!